+55 11 3758.5870 - 55 11 9.9961.8727

Artigos

Natura Cosméticos e Symrise Amazon recebem a certificação UEBT para os seus ingredientes amazônicos

compartilhar facebook Twitter
A Natura Cosméticos e a Symrise Amazon estão recebendo a certificação UEBT para um total de 40 ingredientes naturais amazônicos. A certificação da União para BioComércio ético (UEBT) atesta que os ingredientes são eticamente abastecidos e de origem sustentável.
 
Óleo de andiroba e maracujá, manteiga de cupuaçu e polpa de açaí são apenas alguns exemplos de ingredientes que saem da floresta amazônica e ganham os mercados nacionais e internacionais. A certificação UEBT garante a conservação da biodiversidade na área de abastecimento e que as comunidades responsáveis pelo abastecimento são suportadas por práticas de preços equitativos e projetos locais de desenvolvimento sustentável.
 
No caso de Natura e Symrise, os ingredientes são abastecidos a partir de 14 comunidades fornecedoras localizadas na Amazônia brasileira, atendendo à norma UEBT reconhecida internacionalmente. Mais comunidades amazônicas devem ser certificadas no decorrer do ano.
 
Os ingredientes são certificados após uma auditoria independente realizada na empresa e quanto as práticas em comunidades fornecedoras. Além disso, uma avaliação de ABS (Access and Benefit Sharing) é conduzida para assegurar que as empresas têm uma boa compreensão do regulamento sobre Acesso e Repartição de Benefícios, que podem ser aplicáveis a estes ingredientes.
 
"Estamos satisfeitos que a Natura e a Symrise Amazon estejam liderando o caminho entre os membros da UEBT, na adoçâo desta nova certificaçâo UEBT para ingredientes naturais", diz Rik Kutsch Lojenga, Diretor Executivo da UEBT.
 
Há tempos a Natura Cosméticos vem expressando ao mercado a sua postura em relação à biodiversidade brasileira. A reconhecida linha de produtos Ekos tem como base os ingredientes da Amazônia, que respeita a biodiversidade e as comunidades locais. O Barômetro da Biodiversidade da UEBT mostra que 44% dos consumidores brasileiros associam a Natura como uma empresa que respeita a biodiversidade.
 
"Estamos orgulhosos de ter conseguido a certificação UEBT para 14 comunidades fornecedoras da Amazônia, o que reforça ainda mais o nosso compromisso com o abastecimento ético neste importante ecossistema", diz Marcelo Alonso, Diretor de Sustentabilidade da Natura.
 
Já a Symrise iniciou em 2015 as suas atividades em uma nova unidade de produção, a Symrise Amazon localizada no Ecoparque em Belém, Pará. "A certificação UEBT é um passo importante em nossa estratégia levando a riqueza de ingredientes amazônicos aos consumidores ao redor do mundo. Ela mostra o nosso compromisso para com o abastecimento ético da biodiversidade, conforme previsto na Agenda da Biodiversidade que a Symrise aprovou no ano passado", diz Éder Ramos, presidente global da divisão de ingredientes cosméticos da Symrise.
 
Fonte: Brazil Beauty News

He went on to produce his own watches a few years later, and replica watches the Rolex name came about in 1908. In about 1920 he moved to Bienne, Switzerland to open Montres Rolex S.A., which is when everything really begun. Just six years later the brand's hallmark product family would be released. One thing is notably absent from the 1926 Rolex Oyster replica watches. The trademark crown logo is missing. Rolex didn't come up with the crown logo until the early 1930s, but you can see that on one of the pieces the Rolex name was presented in the same font and style that it is in today. You'll also notice the replica watches uk fluted bezel, which is also a hallmark of Rolex design on today's Datejust and Day-Date models (among others) This was part of replica watches the patented water-resistance system employed in the Rolex Oyster. Hermetically sealed, the Rolex Oyster was innovative not just for being able to be taken into the water, but for resisting a range of replica watches sale liquids and particles such as dust from entering the case.